terça-feira, dezembro 26, 2006

Sou do Rio (Ale - 26/12/2006)


Pequeno e sem saber meu rumo
Entrego-me às águas

Deixo-me conduzir pela corrente
que deságua livre
o meu coração calado

Caio por sobre pedras
Deslizo fácil
do que me machuca

Sou do rio

embora muitas vezes
me despedace,
nas mesmas águas
eu me refaço

embora a dor
me desanime
por algum tempo

retomo a vida
e não desisto de acreditar
Que existe um lago

Um lindo lago
No fim do curso

Lugar tranqüilo
De águas claras

O meu lugar...
Meu sentimento

2 comentários:

Aline disse...

ah! doce coincidência: olha o que estou escutando. Abs e feliz ano novo!!! =)

O RIO

Ouve o barulho do rio, meu filho
Deixa esse som te embalar
As folhas que caem no rio, meu filho
Terminam nas águas do mar

Quando amanhã por acaso faltar
Uma alegria no seu coração
Lembra do som dessas águas de lá
Faz desse rio a sua oração

Lembra, meu filho, passou, passará
Essa certeza, a ciência nos dá
Que vai chover quando o sol se cansar
Para que flores não faltem
Para que flores não faltem jamais...

[Composição: Seu Jorge, Carlinhos Brown, Arnaldo Antunes, Marisa Monte]

Ale (mestressan) disse...

Que legal, né Aline? sim...sim...ouçamos todos, o barulho do rio ;) - Feliz 2007 pra tu, moça! Bjo