quinta-feira, fevereiro 24, 2005

Realidade do Amor

Realidade do Amor
(Ale - 15/02/05)

Hoje acordei assim, distante de tudo mas dentro de mim.
E hoje entendi ao ter sonhado que um sonho é o mesmo, dormindo ou acordado.
É como um instante ou como um momento, grande ou pequeno desfaz com o vento.

Um dia me disse um poeta que um sonho é realidade.
Ele só não me disse o que é a realidade.
Com tudo isso eu pude perceber que a realidade não é o meu sonho
ou até mesmo que a realidade do meu sonho é que ele não é exatamente o que eu sonhei.
Bem, na verdade é isso mesmo, tem razão o poeta.
O meu sonho é a realidade de que a realidade é diferente.
Mas eu o compreendo. Talvez ele não quisesse me frustrar,
mas a realidade é que ele conseguiu.
Tudo isso tem o lado bom
Sonho ou realidade, eu admiro o poeta

Sabe que eu nem sei porque acabei com a rima!
Talvez porque sonhei com um poema,
Mas a realidade é que eu não tinha uma caneta.
Mas o que realmente importa neste meu meio poema,
É o poeta

Se eu ou se ele?
Você é quem sabe
Eu mesmo não me importo.
Mas pense bem,
Será que algum dia,
Em sua tão bela vida
Você se importou com alguém?

Mas a vida é assim cheia de vindas e idas.
E um dia, quem foi, sonhou em voltar
Mas quando chegou, parou de sonhar!
E aqui, bem dentro de mim
Cumprindo o papel que me foi destinado
Mesmo assim,
Não sei se pra sempre. Não sei até quando,
continuo sonhando

Foi quando chegou o poeta e me disse: “Eis aqui a Realidade”
E eu lhe disse: “E daí, meu caro? Meu destino é sonhar!”
E ele me falou,
Com sua voz de amor
Não seja tolo amigo,
seu destino é AMAR!

2 comentários:

Kelly disse...

Oi Alê...que legal q vc está pondo em prática aquilo que voc sabe e muito bem. Estamos todos com saudades, seu site tá lindo. Bjs

Ale (mestressan) disse...

Ok, Kelly! Também estou com saudades de todos vocês! Obrigado pelo apoio! Um beijo!!!