sexta-feira, dezembro 26, 2008

Inferno Astral (Ale - 26/12/2008)



Ah, esse mundo distante!
Onde a arte é semente de tudo
Onde a flor reascende a poesia
E a vida é movida de amor

Sim, esse mundo esquecido
Que ascende o sonho da alma
E a dor revivida no tempo
Confundiu-se com o próprio temor

Mas se agora no inferno dos astros
Eu pressinto os dias de outrora
Com a luz que guiava meus passos
Vou embora!

Sim, eu volto...
Em um belo dia de agora!

2 comentários:

Iriene Borges disse...

Reverências!

Frau Sant'Anna disse...

Fantástico querido amigo!
Lembra que um dia, você me indicou um livro: 'a menina que roubava livros'? Pois segui a sua indicação e realmente estou adorando. Quando terminar, falaremos a respeito ;)

Grande abraço!