quarta-feira, maio 24, 2006

Felicidade (Poesia dedicada à minha filha) Ale - 24/05/2006


Deus me fez poeta
Mas não para que eu me considere
Apenas pela dor de ser assim

A dor? Sim!

O amor é meu mentor
Meu guia
Meu instrutor primeiro

Pouco importa a gramática
O dicionário ou a caligrafia

A dor e o amor

Estes sim
Verdadeiros autores
Da minha poesia

Onde há o amor,
Lá estarei

A dor? também
Parece até que é minha
Mas não, sei que não é
Que vai comigo,
Sim, isto eu bem sei

Contraditório, não?
Vou ao amor
E levo a dor

E se eu ficasse?
Ah, meus amigos,
Eis a resposta
Se eu ficasse, além da dor
O meu amor também doía

Por isso vou
E a tal da dor, me servirá de inspiração
transformarei em mais amor
Em mais poesia

Até que então, um dia
Somente amor em meu coração

Que Deus conceda
Não ter distância
Só união
Entre o amor e a alegria

6 comentários:

Pedro Campos disse...

Bonita poesia! Muito legal também é essa disposição em encarar o novo, sem medo de sofrer. Pelo contrário, querendo transformar a dor em mais amor. Afinal, a vida é assim! "Vamos viver tudo o que há pra viver, vamos nos permitir..." E todas essas coisas vão nos talhando e dando forma, até que a grande obra esteja pronta. Um abraço e boa sorte!

Brenda Cortez disse...

Reforço o comentário do Pedro! e também desejo força e sabedoria pra vc contornar os obstáculos! Você tem muita beleza no seu interior, e quem sempre avista o belo á caminho do amor seguirá! e se for do meu lado de preferência melhor hehehe :) te adoroooo muuuuito demais!

Pedro Campos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pedro Campos disse...

Achei geniais estas palavras:
"Se eu ficasse, além da dor o meu amor também doía
Por isso vou
E a tal da dor, me servirá de inspiração
transformarei em mais amor
Em mais poesia"
De vez em quando a gente acha umas dessas! Basta sentir de verdade. Ou é dor...ou é amor...

marilia disse...

É, arremídia, parece...

Liliana disse...

Bonito...